O ovo

Muitas vezes consumimos em nosso cotidiano esses ovos e não conseguimos associar com muitos estudos de embriologia. O ovo, no caso de aves, pode ser empregado quando falamos do zigoto (ou seja, fusão do espermatozoide e ovócito) ou quando falamos do conjunto casca, clara e gema. A fecundação é externa, e ocorre no oviduto. Ainda... Continuar Lendo →

Anúncios

Fungos: heróis ou vilões?

Os fungos são seres micro ou macroscópicos que estão mais presentes no nosso cotidiano do que imaginamos.  Desde o pão que comemos, até a cerveja do final de semana precisam dos fungos para serem produzidos. Além disso, para aqueles que gostam de refrigerante, saibam que o ácido cítrico dessa bebida é produzida por um fungo... Continuar Lendo →

Fisiologia Vegetal: Célula vegetal

Fisiologia vegetal estuda os fenômenos vitais das plantas, envolvendo bioquímica, interações celulares e ambientais, biologia molecular e anatomia/morfologia vegetal A célula vegetal é constituída da seguinte maneira: βA parede celular é exclusiva dos vegetais, constituída de celulose, hemicelulose e pectinas. É permeável, isto é, tem afinidade com a molécula de água. Confere resistência mecânica à... Continuar Lendo →

Líquens

Os líquens são associações do tipo mutualismo entre fungos (ascomicetos ou basidiomicetos) e algas verdes ou cianobactérias, facilmente encontrados em árvores, muros, postes, entre outros. A associação do tipo mutualismo garante benefícios para ambas espécies, que, no caso dos líquens pode ser vista como a alga produzindo o alimento (autótrofa- realiza fotossíntese) e o fungo... Continuar Lendo →

Fisiologia Vegetal: Água

Fator limitante e essencial para o desenvolvimento da planta A molécula de água é bipolar (apresenta carga negativa (oxigênio) e positiva (hidrogênios)), e em estado líquido se atrai por outras moléculas de água (polos opostos) por ponte de hidrogênio. A água apresenta inúmeras funções dentro de uma célula vegetal, tais como: • Solvente e meio... Continuar Lendo →

Hidroponia

A hidroponia é o ato de cultivar plantas sem terra, porém utilizando um substrato que pode ser cascalho, areia, pedra-pomes, entre outros. A técnica está sendo extremamente valorizada, tendo em vista suas inúmeras vantagens, dentre elas: Possibilidade de cultivar plantas em espaços reduzidos;Independência de fatores meteorológicos;Independência de fertilizantes;Não causa a erosão do solo;Possibilita a produção... Continuar Lendo →

Plantas tóxicas

Antes de começarmos, é importante salientar que as plantas não agridem os animas, elas apenas utiliza seus recursos para se defender de possíveis ataques. Além disso, para que uma espécie seja considerada tóxica é necessário pelo menos 1 caso na literatura que relate uma intoxicação, seja por produtos da própria ou por agentes que a... Continuar Lendo →

Adaptações especiais da raiz

As raízes sofrem modificações que possibilitam sua adaptação em determinado ambiente e condições que são disponibilizadas e hoje vamos falar de algumas dessas modificações. Raízes-suporte: são raízes aéreas, que garantem suporte e equilíbrio principalmente às plantas comuns em solos pantanosos. Raiz de suporte Raízes tabulares: plantas que apresentam ramos da raiz que se fundem ao... Continuar Lendo →

Madeira

A madeira é, basicamente, o xilema secundário do caule de uma planta, sendo bem diferente em gimnospermas e angiospermas. Em gimnospermas a madeira é mais simples por ser formada por, em maioria, células do tipo traqueídes, enquanto que em angiospermas temos diversos tipos celulares e elementos de vaso. Em cortes transversais, madeiras provenientes de, principalmente,... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑