Bioenergética: respiração (parte II)

A respiração existe em duas formas: aeróbia (com O2) e anaeróbia (sem O2).

Anaeróbia (também conhecida como fermentação):

1. Fermentação lática

Glicólise –> Piruvato+H = Ácido lático

A fermentação lática é feita por bactérias e por nossas células musculares quando se encontram em situação de stress. Desse processo, obtém-se o ácido lático, de onde vem os iorgutes, queijos e coalhadas. Há a liberação de ATP.

     2. Fermentação alcoólica

Glicólise –> Piruvato –> H-CO2-etanol

A fermentação alcoólica é feita por fungos e leveduras. Desse processo, obtém-se combustível, bebidas alcoólicas e tem seu uso na panificação. Há a liberação de ATP e de CO2.

-> Uma diferença essencial entre a respiração aeróbia e a anaeróbia é a produção de energia: enquanto o processo que utiliza oxigênio quebra a molécula toda de glicose e produz bastante energia, o processo sem oxigênio não realiza a quebra total da molécula, fazendo com que a produção de energia seja bem menor porém seja suficiente para os seres que o realizam.

Post sobre respiração (parte I)

Post sobre fotossíntese

Fonte:

  • BIOLOGIA 2 – Coleção ANGLO– Ensino Médio.
Anúncios

2 comentários em “Bioenergética: respiração (parte II)

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: