Genética: probabilidade

Quando em uma questão há a necessidade de calcular duas ou mais características INDEPENDENTES (que não interferem uma a outra), é chamado de regra do E e multiplica-se as probabilidades.

Exemplo: Qual a probabilidade de um casal heterozigoto (AaXAa) ter uma filha de olhos azuis (aa)?

 1/2-> probabilidade de ser menina

1/4-> probabilidade de nascer recessiva (fazer o cruzamento da primeira lei) 

Ser menina não interfere na característica de ter olhos azuis. = REGRA DO E

    ¹/2.¹/4= ¹/8

Quando em uma questão há a necessidade de calcular duas ou mais características DEPENDENTES (que se interferem), é chamado de regra do OU e soma-se as probabilidades.

Exemplo: Qual a probabilidade de um casal heterozigoto (AaXAa) ter uma criança de olhos azuis ou castanhos?

¹/4 -> olhos azuis

3/4-> olhos castanhos

OU nasce uma criança de olhos azuis OU nasce uma criança de olhos castanhos

     ¹/4+³/4= 4/4 ou 1

**Genes letais NÃO entram na conta

Fonte:

  • BIOLOGIA 2 – Coleção ANGLO– Ensino Médio.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: