Evolução: especiação

É quando ocorre a formação de novas espécies por meio de adaptação, mutação e recombinação.

Alopátrica: quando ocorre isolamento geográfico

Simpátrica: quando NÃO ocorre isolamento geográfico

Irradiação adaptativa: quando ocorre várias especiações alopátricas. Foi o processo que gerou os mamíferos

Evolução convergente: sem ancestral comum e os órgãos são análogos (não possuem a mesma origem embrionária e sim a mesma pressão de seleção). Como exemplo podemos citar a asa do inseto (constituída quitina) e a asa da ave (constituído de ossos e penas), pois ambos servem para o voo mas, visivelmente, não possuem o mesmo ancestral.

Evolução divergente: com ancestral comum e os órgãos são homólogos (possuem a mesma origem embrionária e podem ou não ter sofrido a mesma pressão de seleção, ou seja, ter a mesma função). Como exemplo podemos citar o braço humano e a pata do cavalo.

Fonte:

  • BIOLOGIA 2 – Coleção ANGLO– Ensino Médio.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: