Anatomia Humana: Artrologia

Articulação = Junção

Articulações fibrosas

São praticamente imóveis, realizam micromovimentos, logo apresentam resistência. Existem 3 tipos de articulações fibrosas:

  • Sutura: são articulações exclusivas do crânio, se calcificam da face interna para a externa;
  1. Sutura serrátil: bem semelhante a uma “serrinha”, é o caso da sutura coronária, sagital e lambdoíde.calota
  2. Sutura plana: superfícies ósseas interpostas de forma retilínea, é o caso da sutura internasal, palatina mediana e transversa.
  3. Sutura escamosa: forma uma escama, é o caso da sutura temporoparietal.

Resultado de imagem para sutura temporoparietal

  • Sindesmoses: apresentam grande quantidade de tecido conjuntivo fibroso;

SINDESMOSES Sindesmose tíbio-fibular Sindesmose radio-ulnar

  • Gonfose: representa a articulação entre o alvéolo dental e o dente.

 

Articulações cartilagíneas

São articulações semi-móveis. Existem 2 tipos de articulações cartilagíneas:

  • Sincondroses: formadas por cartilagem hialina, são articulações temporárias que são substituídas por ossos;
  • Sínfises: formada pela união de ossos por meio de tecido fibrocartilagíneo, é o caso da sínfise púbica e invertebral

Resultado de imagem para sinfise pubica                Resultado de imagem para sínfise intervertebral

 

Articulações sinoviais

O líquido sinovial é uma exclusividade da articulação sinovial, possui consistência viscosa e é transparente, conferindo a união entre as peças ósseas, tornando móvel a articulação, evitando o atrito e nutrindo a cartilagem articular. Existem alguns componentes da articulação sinovial, como a face articular (superfície lisa e polida do osso, que entre contato com o outro osso, forma a articulação sinovial), cartilagem articular (cartilagem hialina que recobre as faces articulares e amortece o impacto), capsula articular (envolve os ossos que participam da articulação sinovial), membrana sinovial (produz e absorve o líquido sinovial), cavidade articular (se encontra no interior da capsula articular e é preenchida pelo líquido sinovial), ligamentos (representam união, estabilidade articular e limita movimentos indesejáveis) e alguns elementos acessórios como menisco (garante estabilidade e participa da distribuição de cargas), discos e lábios articulares (melhora o encaixe e congruência da articulação).

Classificação:

  • Planas: quando as faces articulares em contato são planas, seu movimento é de deslizamento, como, por exemplo, os ossos do carpo;
  • Ginglimo: quando uma superfície articular possui o formato de carretel e a outra é um arco escavado;
  • Trocoídea: uma das superfícies articulares é circular, enquanto que a outra é um arco escavado, como, por exempo, a articulação do cotovelo;
  • Elipsóidea: as superfícies possuem forma elíptica (ovoíde) ou de côndulo (arredondada), como, por exemplo, do rádio;
  • Selar: uma superfície côncava e outra convexa, como, por exemplo, a articulação carpometacarpal;
  • Esferóidea: uma das superfícies é em forma de esfera, enquanto a outra é uma cavidade, como, por exemplo, a articulação do ombro.

 

Movimentos articulares:

  • Flexão: movimento angular, aproximação das partes ósseas, ocorre no eixo transversal;
  • Extensão: movimento angular, afastamento das partes ósseas, ocorre no eixo transversal;
  • Abdução: movimento angular, seguimento do corpo se afasta do plano sagital mediano, ocorre no eixo sagital;
  • Adução: movimento angular, se aproxima do plano sagital mediano;
  • Circundação: flexão + extensão + abdução + adução
  • Rotação: em torno do eixo central, rotação medial e lateral, ocorre no eixo longitudinal;
  • Pronação e supinação: realizados no antebraço, pronação se define no movimento em que as palmas das mãos são voltadas posteriormente, enquanto que a supinação se define no movimento em que as palmas das mãos são voltadas anteriormente;
  • Flexão dorsal e plantar: realizados na articulação talocrural (tornozelo), a flexão dorsal é a aproximação do dorso do pé em relação à parte anterior da perna e a plantar é o afastamento;
  • Inversão e eversão: no movimento de inversão a margem medial do pé é elevada e a planta do pé volta-se para o plano sagital mediano e na eversão ocorre a elevação da margem lateral do pé, direcionando a planta do pé para o plano lateral.

Agradecimento Ricardo - ANATO

 

Fontes:

Anatomia Humana Básica – Dangelo e Fattini – 2ª Edição

Roteiro Prático e Resumo da Disciplina de Anatomia Humana: Curso de Biologia– Professor Ricardo Ferreira Salles

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: