Biotecnologia: Avanço em transgênicos (Aedes aegypti)

Anteriormente, já falamos por aqui sobre a Dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti (clique aqui para ler o post sobre). Por ser um vetor muito difícil de conter, isto é, as campanhas para que população tomasse os cuidados para erradicar a reprodução desenfreada do mosquito, não foi suficiente para diminuir considerávelmente os casos de dengue, zika e chikungunya.

Para isso, enquanto a vacina ia sendo desenvolvida, cientistas apostaram na técnica transgênica para haver um controle biológico sobre a espécie em nosso país. Basicamente, os cientistas inserem ao material genético do mosquito macho (que não pica os humanos, se alimenta de frutas) um gene letal. Ao cruzarem com as fêmeas, esses genes são passados aos descendentes, que por sua vez não sobreviver.

Assim, a quantidade de mosquitos que transmite essas doenças diminui consideravelmente. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) apesar de permitir os testes, proíbe a comercialização dos mosquitos modificados.

Obviamente, por mais que futuramente essa arma contra a dengue seja permitida, isso não quer dizer que podemos relaxar e descuidar. Logo, continuemos a evitar água parada e a fazer nossa parte, ainda mais nesse período em que não foi aplicado ainda esse método contra o “mosquito-da-dengue”.

Fonte:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: