Zoologia dos Invertebrados Superiores II: Filo Annelida – Classe Polycheta

Maioria marinha e bentônica. Apresentam como sinapomorfia a cabeça distinta que comporta apêndices cefálicos, com funções nervosas e sensoriais, e boca, probóscide e paragnatas (parede interna que gera atrito entre o alimento e a faringe). A cabeça pode ser dividida em 2 regiões:

1-Prostômio: representa o teto da cavidade bucal, comporta tentáculos, palpos e pares de ocelos;

2-Peristômio: apresenta cirros (estruturas que variam em forma e tamanho de acordo com a função) com funções nervosas;

Outra sinapomorfia do grupo são os parapódios, apêndices/projeções laterais exclusivas do tronco (1 par por segmento). São estruturas multifuncionais que podem atuar na defesa, trocas gasosas, locomoção, alimentação…) que são, em maioria birremes (ou seja, com duas regiões):

1-Notopódio: área variável, dividida em lobo superior e inferior;

2-Neuropódio: área conservativa, dividida em lobo superior e inferior;

Entre as duas regiões há a presença de cerdas, originadas por sacos setíferos e que acompanham a função dos parapódios.

São animais sustentados por um hidroesqueleto, com sistema digestório completo com hábito saprófago, predador ou filtrador (com presença de muco). As trocas gasosas ocorrem por difusão pela superfície geral do corpo, o sistema circulatório é fechado e não há coração.

A excreção e osmorregulação ocorre por um sistema nefridial que é constituído por:

Nefrostoma: abertura pela qual o fluído celomático é ultra-filtrado e substâncias de baixo peso molecular constituem o fluído inicial;

Nefrídeo: sistema de túbulos ligados a capilares arteriais (que realizam a reabsorção de água e nutrientes por meio de transporte ativo) e venosos;

Nefrídeoporo: por onde ocorre a eliminação da amônia;

O sistema nervoso é composto por 1 gânglio cerebral por segmento corpóreo, o qual origina 2 cordões nervosos longitudinais (que podem se fusionar).

São, em maioria, dióicos e realizam fecundação externa. Alguns incubam os ovos pelas cerdas do notopódio (cuidado parental) e o desenvolvimento é indireto. Realizam o processo de epitoquia: fenômeno reprodutivo que altera a forma (por meio do aumento da musculatura e forma e número de cerdas), exclusiva de organismos bentônicos para que os mesmos sejam capazes de nadar. Em seguida, ocorre o enxameamento, o qual garante sucesso na fecundação.

 

Design sem nome

Fontes:

  • Zoologia dos Invertebrados- Ruppert e Barnes- 6ª edição;
  • Aulas do Professor Valter José Cobo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: