Ecologia de Populações: Conceitos iniciais

TRADE-OFF
Tomada de decisão com custos e benefícios.

FITNESS
Fenótipo mais adaptado, capacidade de sobreviver e de reproduzir.

ESPÉCIE
Organismos que compartilham caracteres morfológicos e apresentam ancestral comum.

EVOLUÇÃO
Mudanças nos genes que geram novos grupos taxonômicos.

SELEÇÃO NATURAL
O meio seleciona o mais adaptado.

EFEITO DE DENSIDADE
Quanto maior a densidade, maior a competição.

LEI DO MÍNIMO (LIEBIG)
O nutriente presente em menor quantidade tende a ter efeito limitante.

LIMITES DE TOLERÂNCIA
Limite superior e inferior dentro do qual uma espécie pode sobreviver.

LEI DA TOLERÂNCIA (SHELFORD)
Para cada espécie existem amplitudes de tolerância aos fatores ecológicos dentro dos quais sua existência é possível.

ECÓTIPOS
Espécies com variação muito alta, bem adaptados a diferentes situações/ambientes. Ampla distribuição, geralmente originam subespécies ou até espécies diferentes.

Fontes:
-Aulas do Professor de Ecologia de Populações da Universidade de Taubaté (UNITAU): Julio Voltolini;

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: