Zoologia dos Vertebrados Anamniotas: Chondrichthyes

Avanços evolutivos (Agnatas -> Chondrichthyes)1) Escamas placoídes;2) Apêndices pares (1 par de nadadeira peitorais e 1 par de pélvicas);3) Mandíbula móvel articulada com o crânio;4) Maxila fusionada com o crânio;5) Dentes verdadeiros;6) Órgãos reprodutores pares;7) Ovários e testículos; SUBFILO VERTEBRATA, CLASSE CHONDRICHTHYES, SUBCLASSE ELASMOBRANCHII-Tubarões e raias;-Predominantemente marinhos, algumas espécies dulcícolas;-Tubarões são fusiformes e vivem, em... Continuar Lendo →

Anúncios

Zoologia dos Vertebrados Anamniotas: Chordata (Cyclostomata, Myxinidae, Petromyzontidae)

FILO CHORDADAApresenta em alguma fase da vida:1-Notocorda2-Tubo nervoso dorsal3-Fendas faringeanas ou branquiais4-Cauda muscular pós-anal CLASSE AGNATHA, ORDEM CYCLOSTOMATA-Corpo mole, sem escamas, esqueleto cartilaginoso;-Nadadeiras ímpares (dorsal, caudal);-Hábito raspador/predador/ectoparasitas;-Não apresentam ductos reprodutivos especializados;-Mandíbula e maxila ausente;-Língua raspadora (pinça);-Funil bucal; FAMÍLIA MYXINIDAE ("PEIXE BRUXA")-Exclusivamente marinhos;-Habitam águas profundas: pele resistente (interesse comercial), olho degenerado e recoberto por pele;-Vivem enterrados... Continuar Lendo →

Ecologia de Populações: Conceitos iniciais

TRADE-OFFTomada de decisão com custos e benefícios. FITNESSFenótipo mais adaptado, capacidade de sobreviver e de reproduzir. ESPÉCIEOrganismos que compartilham caracteres morfológicos e apresentam ancestral comum. EVOLUÇÃOMudanças nos genes que geram novos grupos taxonômicos. SELEÇÃO NATURALO meio seleciona o mais adaptado. EFEITO DE DENSIDADEQuanto maior a densidade, maior a competição. LEI DO MÍNIMO (LIEBIG)O nutriente presente... Continuar Lendo →

Imunologia: Defesa do organismo

Imunidade inata inespecífica- defesa interna e externa;Imunidade adquirida específica- desperta a memória imunológica; -Humoral: imunoglobulinas/anticorpos; -Células: citocinas; BARREIRAS NATURAISPele- descamação da barreira física (1ª camada de queratina), microorganismos (microbiota normal), pH ácido, lisoenzimas, ácido lático e ácidos graxos insaturados (suor);Trato respiratório- cílios, muco, tosse, espirro;Trato digestivo- saliva (enzimas), pH baixo, bactérias comensais;Trato genito-urinário- pH ácido,... Continuar Lendo →

Fisiologia Vegetal: Célula vegetal

Fisiologia vegetal estuda os fenômenos vitais das plantas, envolvendo bioquímica, interações celulares e ambientais, biologia molecular e anatomia/morfologia vegetal A célula vegetal é constituída da seguinte maneira: βA parede celular é exclusiva dos vegetais, constituída de celulose, hemicelulose e pectinas. É permeável, isto é, tem afinidade com a molécula de água. Confere resistência mecânica à... Continuar Lendo →

Fisiologia Vegetal: Água

Fator limitante e essencial para o desenvolvimento da planta A molécula de água é bipolar (apresenta carga negativa (oxigênio) e positiva (hidrogênios)), e em estado líquido se atrai por outras moléculas de água (polos opostos) por ponte de hidrogênio. A água apresenta inúmeras funções dentro de uma célula vegetal, tais como: • Solvente e meio... Continuar Lendo →

Parasitologia: Ascaridíase, Ancilostomose, Enterobíase, Tricuríase e Estrongiloidíase

Ascaris lumbricoides Ascaridíase Parasito dioico, com dimorfismo sexual (macho apresenta gancho para cópula) e 3 lábios para fixação na mucosa intestinal do hospedeiro. Ovos: parasito libera cerca de 200 mil ovos por dia, sendo eles férteis ou inférteis. Os ovos férteis apresentam 3 membranas, coloração castanha e são ovais, já os inférteis apresentam uma característica... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑